angle-left Projeto Ligas Unidas pelo Bem realiza doações para comunidade do Dendê e instituições carentes

Seg, 25 Maio 2020 17:37

Projeto Ligas Unidas pelo Bem realiza doações para comunidade do Dendê e instituições carentes

O projeto já arrecadou 200 quilos de leite em pó para instituições e beneficiou 130 famílias da comunidade do Dendê com cestas básicas, kits de limpeza, máscaras faciais e livros infantis.


O processo de arrecadação é feito online, a partir do perfil da iniciativa no Instagram: @ligasunidaspelobem. (Foto: divulgação)
O processo de arrecadação é feito online, a partir do perfil da iniciativa no Instagram: @ligasunidaspelobem. (Foto: divulgação)

Nascido do desejo de diversos alunos da Universidade de Fortaleza em ajudar as pessoas mais necessitadas neste momento de pandemia, o projeto Ligas Unidas do Bem reúne integrantes de 25 ligas acadêmicas de diversos cursos da saúde e de projetos de extensão, sob a coordenação do curso de Medicina. Até o dia 23 de maio, a inciativa já recebeu mais de 200 quilos de leite em pó vindos do projeto Saúde e Diversão, realizado pela Unifor a partir da união dos cursos do Centro de Ciências da Saúde (CCS).

O volume arrecadado já beneficiou as instituições Central Única das Favelas (CUFA), Lar Santa Mônica, Casa do Menor e Instituto do Coração (Incor). As doações do projeto Ligas Unidas do Bem também beneficiaram 130 famílias da comunidade do Dendê com cestas básicas, kits de limpeza, máscaras faciais, bandejas de ovos e livros infantis. A escolha se deu pela proximidade dos alunos à realidade das pessoas que residem no Dendê. 

O processo de arrecadação é feito online, a partir do perfil da iniciativa no Instagram (@ligasunidaspelobem), no qual são divulgados informes de como ajudar. O projeto também conta com doações voluntárias de materiais como máscaras faciais, livros infantis, bandejas de ovos e leites, muitas vezes realizados pelos professores do curso da Medicina. As coletas de doações são feitas diariamente e uma vez na semana os alunos compram kits de limpeza e cestas básicas com os valores doados. As entregas acontecem na Unifor, duas vezes por semana, com o apoio dos seguranças da universidade para manter os cuidados necessários de evitar aglomerações. 

“Para mim, o projeto serviu de estímulo para ajudar cada vez mais. Percebi que, se cada um ajudar da maneira que pode, a gente consegue contribuir com muitas famílias que têm passado por situações que para a nossa realidade é quase inimaginável. Tem também um misto de angústia, porque não conseguimos ajudar todos de uma vez como desejamos. Mas acho que o sentimento de união e estímulo para acreditar na solidariedade das pessoas tem sido maior. Temos conseguido muitas doações”, destaca Diovana Ximenes, aluna do curso de Medicina da Unifor, ao reforçar que apenas a divulgação do projeto já é uma ajuda.