angle-left Unifor realiza acolhida dos novos alunos de 2018.2

Qui, 2 Agosto 2018 08:34

Unifor realiza acolhida dos novos alunos de 2018.2

A Universidade de Fortaleza dá as boas-vindas aos seus alunos (Foto: Ares Soares)
A Universidade de Fortaleza dá as boas-vindas aos seus alunos (Foto: Ares Soares)

No início de mais um semestre letivo a Universidade de Fortaleza realiza diversos eventos culturais com apresentações dos grupos de arte da Universidade. Durante as ações, acontecerá ainda a distribuição do jornal Unifor Notícias e de panfletos ressaltando as vantagens de estudar da Unifor, a fim de tirar dúvidas de alunos e calouros.

Os quatro centros da Unifor oferecerão palestras e acolhidas para recepcionar os estudantes. Neste semestre acontecerá o Trote Solidário, que visa realizar ações que buscam o equilíbrio ecológico face ao desenvolvimento urbano de Fortaleza.

A acolhida Unifor terá início na entrada principal do bloco C, ao lado da reitoria da Universidade, onde acontecerá apresentação artística da Camerata Unifor, às 7h.

Praia Linda, Praia Limpa

O projeto “Praia Linda, Praia Limpa” é mais uma ação de desenvolvimento regional da Fundação Edson Queiroz, que dessa vez contará com a ajuda dos calouros. O objetivo do projeto é contribuir no processo de conscientização dos banhistas de Fortaleza em relação a importância de manter a praia limpa, ao mesmo tempo em que proporciona a mobilização de voluntários para limpeza de praia em dias pontuais, a fim de cooperar com a promoção do turismo sustentável no momento em que o estado do Ceará é HUB aéreo.

A primeira ação será realizada no dia 11 de agosto, em uma espécie de “trote solidário”, a fim de comemorar o Dia do Estudante. A Unifor levará 320 estudantes para fazer uma ação solidário nas praias de Fortaleza, da Barra do Ceará a Sabiaguaba. Na ocasião, será desenvolvida uma gincana entre os Centros de Ciências e ganhará o que recolher mais lixo. Os calouros receberão um e-mail com o link para realizar a inscrição que também poderá ser feita através do QR Code distribuído no folder informativo do projeto.

Conheça as vantagens de ser Unifor

O panfleto com as vantagens e benefícios de estudar na Unifor será distribuído durante as ações artísticas com informações sobre descontos, bolsas de pesquisa, estágios, experiências fora do país, oportunidades de trabalho, atendimento odontológico gratuito, seguro educacional e mais informações sobre o Programa de Apoio Psicopedagógico (PAP) e Programa de Tutorial Acadêmico (PTA).

Saiba mais aqui   

Distribuição do Unifor Notícias

Durante as apresentações culturais dos grupos de arte da Unifor será distribuído o jornal Unifor Notícias, informativo da Universidade, que esse mês traz como destaque a pesquisa, chave para a inovação acadêmica e prática essencial para a formação de indivíduos com autonomia intelectual.

Na edição, também tem destaque a carreira profissional de egressos que passaram pelos quatro centros da Unifor, com perfis diversos de sucesso eles contam um pouco dos desafios profissionais e conquistas pessoais. O jornal traz ainda a cobertura da premiação da Expocom Nordeste, congresso regional que premiou 16 trabalhos dos cursos de Comunicação da Unifor, além das colunas Porta-Retrato, com os eventos destaques realizados no mês de julho e Agenda, do mês de agosto.

Leia o Unifor Notícias aqui

Acolhida dos Centros

O Centro de Ciências da Gestão vai promover o “Integra CCG”, realizado no hall do Bloco T e no Teatro Celina Queiroz, o evento acontece no dia 29 de agosto, onde estarão expostos os setores e projetos da Unifor, como Divisão de Estágio, Biblioteca, intercâmbio internacional e tira-dúvidas sobre o Enade. Acontecerá ainda uma apresentação artística dentro do Teatro, com as palavras do vice-reitor de Graduação, prof. Henrique Sá, e da diretora do CCG, profa. Candice Nóbrega, além das tradicionais boas-vindas do Programa de Tutorial Acadêmico (PTA).

O Centro de Ciências da Saúde reunirá os alunos no auditório do Bloco H para dar as boas-vindas no dia 14 de agosto, às 11h30. Na ocasião será disponibilizado espaço para os alunos tirarem as suas dúvidas sobre carga horários e Grupo de Estudo Dirigido (GED), assim como, papel e funções dos alunos na Universidade, aqueles que quiserem participar dos encontros científicos irão descobrir também a importância da sua participação.

Já o Centro de Ciências Jurídicas promove sua VI Semana de Integração de Direito, que terá início no dia 20 de agosto com a apresentação da coordenação do curso e segue até o dia 23 com palestras sobre as diversas oportunidades da carreira jurídica, além da realização de um Júri Simulado, exibição de filme e um bate-papo com os alunos sobre tudo o que a Unifor oferece.

Por último, o Centro de Ciências Tecnológicas integra os alunos veteranos com os calouros por meio da acolhida, que será realizada no dia 21 de agosto, no Teatro Celina Queiroz, às 7h30 da manhã e às 19h10 da noite. Na ocasião, alunos veteranos apresentaram dicas de como transitar na Universidade, com apresentação dos espaços e tiragem de dúvida. Acontecerá a apresentação da direção do Centro e das coordenações.

Apresentações Culturais

Durante os dias 2 a 8 de agosto os alunos irão desfrutar de uma boa música ao vivo. Se apresentaram por todo campus os grupos artísticos da Unifor: Camerata, Big Band, Coral, Orquestra Sanfônica da Escola de Aplicação Yolanda Queiroz, Companhia de Dança e Grupo Mirante de Teatro Unifor.
 

Programação

MANHà
(Calçada do Bloco C, entrada principal, ao lado da reitoria)
7h às 7h30 - Apresentação da Camerata Unifor (Piano)
(Centro de Convivências)
9h às 9h30 - Apresentação da Camerata Unifor

TARDE 
(Praça Central da Unifor)
17h às 17h30 - Apresentação da Big Band Unifor

NOITE 
(Centro de Convivências)
18h30 às 19h - Apresentação do Coral Unifor

MANHÃ
(Praça do Bloco T)
7h às 7h30 - Apresentação da Orquestra Sanfônica da Escola de Aplicação Yolanda Queiroz
(Hall do Bloco D)
9h às 9h30 - Apresentação da Companhia de Dança da Unifor

TARDE 
(Centro de Convivências)
17h30 às 18h - Apresentação da Camerata Unifor

MANHÃ
(Hall do Bloco H)
7h às 7h30 - Apresentação da Orquestra Sanfônica da Escola de Aplicação Yolanda Queiroz
(Rampa do Bloco Z)
7h às 7h30 - Apresentação da Big Band Unifor
(Auditório do Bloco Z)
9h às 9h30 - Apresentação da Big Band Unifor
(Hall do Bloco K)
9h às 9h30 - Apresentação do Grupo Mirante de Teatro Unifor
(Centro de Convivência)
9h às 9h30 - Apresentação da Companhia de Dança da Unifor

TARDE
(Hall do Bloco T)
17h às 17h30 - Apresentação da Big Band Unifor
(Central de Atendimento Unifor)
17h às 17h30 - Apresentação da Coral Unifor

NOITE
(Entrada da Praça Central)
18h30 às 19h - Apresentação do Grupo Mirante de Teatro Unifor
(Praça Central)
18h30 às 19h - Apresentação da Coral Unifor

MANHà
(Hall do Bloco O)
8h às 8h30 - Apresentação da Camerata Unifor
(Hall do Bloco T)
9h às 9h30 - Apresentação da Companhia de Dança da Unifor
(Centro de Convivência)
9h às 9h30 - Apresentação da Orquestra Sanfônica da Escola de Aplicação Yolanda Queiroz

TARDE 
(Central de Atendimento Unifor)
17h às 17h30 - Apresentação da Camerata Unifor

NOITE 
(Centro de Convivência)
18h30 às 19h - Apresentação da Companhia de Dança da Unifor
MANHÃ 08/08 (QUARTA)
(Praça do Bloco H)
7h às 7h30 - Apresentação da Camerata Unifor (Piano)
(Centro de Convivência)
9h às 9h30 - Apresentação do Grupo Mirante de Teatro Unifor
(Centro de Convivência)
9h às 9h30 - Apresentação da Companhia de Dança da Unifor

TARDE 
(Núcleo de Atenção Médica Integrada - NAMI)
15h às 15h30 - Apresentação do Coral Unifor
(Entrada da Praça Central)
17h às 17h30 - Apresentação do Grupo Mirante de Teatro Unifor
(Hall do Bloco D)
17h às 17h30 - Apresentação do Coral Unifor

NOITE 
(Hall do Bloco K)
18h30 às 19h - Apresentação do Coral Unifor
(Hall do Bloco T)
18h30 às 19h - Apresentação da Companhia de Dança da Unifor

Molde de máscara caseira

Molde da máscara

Baixe a versão para impressão do gabarito em PDF. Imprima em A4, em escala 100%.

Baixe o PDF
Como fazer uma máscara caseira - passo 1

Passo 1

Recorte o tamanho mais adequado entre os modelos ao lado e prenda-o ao tecido com um alfinete. Corte o tecido usando o papel como guia. Repita o processo para ter quatro peças iguais

Como fazer uma máscara caseira - passo 2

Passo 2

Sobreponha duas peças, com a face que ficará exposta voltada para dentro. Costure a lateral e repita o processo com as outras duas peças. Faça os pontos próximos e arremate com nó nas extremidades. Use uma máquina de costura se tiver à disposição.

Como fazer uma máscara caseira - passo 3

Passo 3

Abra uma das peças, deixando a costura e a face que ficará escondida para baixo.

Como fazer uma máscara caseira - passo 4

Passo 4

Fixe as fitas nas extremidades usando um alfinete, deixando uma pequena sobra para fora. As fitas devem ficar “apontadas” para o centro. Se preferir, é possível usar um elástico no lugar das fitas.

Como fazer uma máscara caseira - passo 5

Passo 5

Sobreponha a outra peça costurada por cima, com a costura e o lado que ficará escondido para fora. Se tiver à disposição um material hidrofóbico, como TNT, acrescente mais uma camada.

Como fazer uma máscara caseira - passo 6

Passo 6

Costure as duas peças, deixando um pequeno vão aberto em uma das laterias para a passagem das fitas. Para melhorar a vedação sobre o nariz, insira um arame sob um tira de tecido costurada.

Como fazer uma máscara caseira - passo 7

Passo 7

Puxe as fitas pelo vão para virar a máscara do avesso, expondo o lado principal para fora e escondendo as costuras.

Como fazer uma máscara caseira - passo 8

Passo 8

Finalize costurando o buraco que ficou aberto para passagem das fitas.

Como fazer uma máscara caseira - passo 9

Passo 9

Amarre as fitas atrás da cabeça. Ao colocar a máscara, certifique-se de que o nariz, a boca e o queixo estão cobertos. Para crianças, considere fazer desenhos ou usar estampas lúdicas.

Cuidados especiais com a máscara caseira - dica 1

Cuidados especiais

Não deixe a máscara ficar úmida, pois isso irá facilitar a passagem do vírus e proliferação de bactérias. Lave a máscara após cada uso ou a cada duas horas. Dê preferência à água quente e detergente. Seque à luz do sol.

Cuidados especiais com a máscara caseira - dica 2

Uso individual

As máscaras são de uso individual e não familiar. Tenha várias para sempre ter uma limpa enquanto as outras estão sendo lavadas ou secando. Não toque a máscara durante o uso. Se tocar, lave imediatamente as mãos.

A diretriz da OMS está baseada, em parte, na preocupação de que o consumo desenfreado de máscaras pela população em geral provoque a falta do produto para quem mais precisa. Ou seja, a ideia é priorizar o uso onde ele é mais importante, seja reduzindo a propagação do vírus por pessoas que já estão infectadas ou protegendo aquelas que estão muito expostas.

As lacunas não respondidas já começam a ser debatidas. Uma delas, é a impossibilidade de se identificar pessoas infectadas mas que ainda não desenvolveram sintomas ou que nunca os desenvolverão mas que mesmo assim transmitem a doença.

Propagação pode ser reduzida

No Brasil, pessoas com sintomas leves de coronavírus, como coriza e febre baixa, não fazem teste para Covid-19 e, consequentemente, também não são orientadas a usar máscara para proteger familiares. E mesmo as que fazem os exames precisam esperar dias para saber se estão infectadas ou não.

A propagação do vírus por essas pessoas poderia ser reduzida se toda a população usasse máscaras. Jornais americanos, como o New York Times e o Washington Post, e o britânico The Guardian já defendem o uso de máscaras por toda a população e estão ensinando seus leitores a fabricar suas próprias máscaras em casa.

A solução "faça você mesmo" é interessante porque impede que uma corrida desenfreada à farmácias cause uma crise de oferta e permite o acesso geral à proteção, visto que no Brasil já é praticamente impossível encontrar o produto à venda.

Redução de microrganismos expelidos

Dois estudos publicados em revistas científicas atestam a eficácias de máscaras caseiras na proteção contra a gripe, que é transmitida de forma muito semelhante ao vírus da Covid-19 . Elas não protegem tão bem quanto uma máscara cirúrgica comum, e menos ainda que a N95, mas não ficam muito atrás.

Um dos estudos, produzido por pesquisadores da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, atesta que máscaras caseiras reduzem significativamente o número de microrganismos expelidos, embora uma máscara cirúrgica seja três vezes mais eficiente em bloquear transmissões.

O estudo também atesta diferentes graus de proteção dependendo do material utilizado. Toalhas de cozinha e saco de aspirador são mais eficientes, mas dificultam a respiração. O mais indicado é usar tecidos de algodão, como o de camisetas ou de roupas de cama. Quanto mais densa a malha, melhor.

Outro estudo, financiado pelo Ministério da Saúde da Holanda, atesta que máscaras caseiras oferecem proteção significativa, embora menos eficientes que máscaras cirúrgicas. O estudo também destaca que elas não sofrem de escassez de fornecimento, nem precisam de recursos adicionais para serem produzidas em larga escala.

Fonte: Folha de São Paulo.