angle-left “Aprendam o tempo todo”, diz Conrado Schlochauer em palestra no Mundo Unifor

Seg, 21 Outubro 2019 11:28

“Aprendam o tempo todo”, diz Conrado Schlochauer em palestra no Mundo Unifor

Conceito do Homo Discens foi bem enfatizado pelo palestrante em suas explicações no decorrer da apresentação


Schlochauer mostrou exemplos de avanços tecnológicos já testados e usados em países da Europa e nos Estados Unidos, que ajudam as pessoas a se relacionarem de uma forma mais prática com a tecnologia. (Foto: Ares Soares)
Schlochauer mostrou exemplos de avanços tecnológicos já testados e usados em países da Europa e nos Estados Unidos, que ajudam as pessoas a se relacionarem de uma forma mais prática com a tecnologia. (Foto: Ares Soares)

Na noite do dia 18 de outubro, na Praça Central da Universidade de Fortaleza, o cofundador da Afferolab, maior empresa de Aprendizagem Corporativa do Brasil, Conrado Schlochauer, trouxe ao Mundo Unifor sua palestra denominada: “Homo Discens - uma nova espécie em um mundo em mudança”, para o público presente no evento. 

“Homo Discens” nada mais é do que a evolução do “Homo Sapiens”. Trata-se de um novo perfil de humanidade, capaz de revolucionar as práticas de aprendizagem até então conhecidas.

Na palestra, Conrado afirmou a teoria de que o ser humano, sobretudo, após as mídias sociais, está em constante evolução e aprendizado, já que a humanidade ensina a todo momento novas formas de se olhar o mundo em que vivemos. O aprendizado, segundo ele, é inerente à sociedade e que muitas ferramentas tecnológicas nos auxiliam nesse processo.

O especialista em Gestão Educacional mostrou ao público presente na Universidade de Fortaleza a teoria de que o ser digital  não é o mesmo que o ser tecnológico, pois o segundo consegue se portar muito melhor às transformações e aos aprendizados do que o primeiro. Diante disso, ele comentou que a transformação digital está ligada à teoria dos 6D, que são: Digitalização, Decepção, Disrupção, Desmonetização, Desmaterialização, Democratização.

Com isso, Schlochauer mostrou exemplos de avanços tecnológicos já testados e usados em países da Europa e nos Estados Unidos, que ajudam as pessoas a se relacionarem de uma forma mais prática com a tecnologia. De acordo com ele, a sociedade vai aprendendo a se comportar e se adaptar às mudanças e fazendo com que elas se tornem parte do seu cotidiano. 

A inteligência artificial e realidade virtual foram dois pontos que Conrado citou na palestra, afirmando que essas duas novas formas de tecnologias irão influenciar muito mais a vida das pessoas no futuro, fazendo com que as duas tecnologias  façam parte do cotidiano popular da mesma forma que os smartphones são atualmente. 

Ainda sobre esse tema, o professor ressalta que as pessoas não irão perder seus cargos no trabalho para os robôs, mas que os mais capacitados poderão trabalhar junto com as máquinas. “As pessoas não vão ser mudadas, elas vão ser deslocadas dos seus locais. Quem tiver competência  não vai ser trocado pelos robôs, mas vão trabalhar com eles”, salientou Conrado. 

Na mesma linha de pensamento, ele falou das profissões que podem ser extintas no futuro, com uma lista enorme, mas que, segundo ele, não é obrigatoriamente necessários que todas as ocupações acabem, mas que sofram mudanças no decorrer do tempo.   

Embaixador do Chapter São Paulo de Singularity U, Schlochauer comentou que com o advento da tecnologia e da internet, todas as pessoas são professores e aprendizes ao mesmo tempo, já que cada um tem algo para aprender e também para ensinar aos outros.  “O tempo todo estamos cruzando professores e aprendizes e a tecnologia ajuda nisso”, comentou. 

Já no final da palestra, ele contou ao público presente três dicas para as pessoas aprenderem melhor e sempre ter mais vontade de buscar alguma novidade. Ele acredita que ser curioso e ter garra é melhor do que ser inteligente, pois a curiosidade faz ter mais desejo de aprender do que simplesmente já conhecer de tudo. 

Conrado Schlochauer terminou a palestra com uma frase motivacional para que todos que estavam ouvindo pudessem colocar em prática tudo que absorveram sobre o processo de aprendizado. “Aprendam o tempo todo no decorrer da vida e façam isso com prazer, cuidado e disposição”, finalizou o palestrante.