angle-left Aluna do Mestrado em Ciências Médicas destaca metodologia como ponto forte do Programa

Sex, 21 Fevereiro 2020 15:01

Aluna do Mestrado em Ciências Médicas destaca metodologia como ponto forte do Programa

Um dos propósitos do curso, que é voltado para profissionais das mais diversas áreas da saúde, é fazer os mestrandos atuarem como agentes de transformação social. Em breve, será lançado edital para nova turma.


A médica Thaís Saraiva Leão Cunha, aluna do Mestrado em Ciências Médicas da Unifor (Foto: Ares Soares)
A médica Thaís Saraiva Leão Cunha, aluna do Mestrado em Ciências Médicas da Unifor (Foto: Ares Soares)

Médica graduada em 2017 pela Universidade de Fortaleza, Thaís Saraiva Leão Cunha é uma das alunas do curso de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas. Desde meados de 2018, ela dedica parte da sua rotina a uma pesquisa científica que surgiu de demandas reais na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Cristo Redentor, onde trabalha, em Fortaleza. 

“Começamos a perceber que os pacientes com suspeita de AVC não estavam chegando a tempo de realizar o tratamento no hospital de referência, pois não havia um protocolo específico para o reconhecimento precoce e manejo deles para agilizar a transferência. A partir de contribuições de uma equipe multidisciplinar, começamos a pensar como poderíamos otimizar o fluxo do paciente, sem custo adicional. Testamos um novo modelo integrado com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e a equipe de neurologia do Hospital Geral de Fortaleza (HGF). E começamos a verificar resultados surpreendentes”, comenta Thaís.

Os dados do projeto na UPA Cristo Redentor foram transformados em pesquisa de Mestrado, sob a orientação da professora Fernanda Maia, a partir da qual vem sendo testado cientificamente um protocolo de atendimento que, ao final do estudo, poderá ser aplicado em outras unidades. “O paciente com AVC tem até 4 horas e meia para chegar ao hospital de referência. Se ele não for corretamente reconhecido assim que chega à UPA, vai perder tempo no tratamento”, pontua Thaís. A expectativa é que a pesquisa seja finalizada em julho de 2020. 

Líderes que transformam

Desenvolver pesquisas que mudam para melhor a realidade na qual vivemos é um dos objetivos do Mestrado em Ciências Médicas da Unifor. “Me identifiquei muito com essa filosofia. O curso faz a gente pensar fora da caixa. Abre um leque de possibilidades de transformarmos o nosso dia a dia, a partir da compreensão do nosso papel na sociedade. Somos expostos a metodologias de aprendizagem ativas e inovadoras, algumas vezes até fora da sala de aula, como em exposições de arte, por exemplo. Isso desperta em nós um novo olhar em relação aos desafios que encontramos ao nosso redor, estimulando uma postura ativa na resolução de problemas através do desenvolvimento de soluções criativas, a fim de que sejamos agentes de transformação através da ciência”, destaca Thaís.

Saiba mais sobre o programa 

O Mestrado em Ciências Médicas tem duas áreas de concentração: Ciências Médicas, com linhas de pesquisa em “Estudos Clínicos em Ciências Médicas” e “Estudos Translacionais em Ciências Médicas”; e Ensino em Saúde, com a linha de pesquisa “Educação e Desenvolvimento em Ciências Médicas”. Com metodologia diferenciada, o programa trabalha nos alunos o desenvolvimento de novas habilidades consideradas essenciais para os profissionais do século XXI, tais como liderança, capacidade de tomar decisões, compromisso social, consciência global, capacidade criativa e de inovação. Em breve, será lançado edital de inscrição para nova turma. 

Mais informações:
https://www.unifor.br/web/pos-graduacao/mestrado-ciencias-medicas
ppgcm@unifor.br ou (85) 3477.3846.