angle-left PPGP/Unifor realiza colóquio sobre Literatura e Psicanálise dentro da Bienal do Livro do Ceará

PPGP/Unifor realiza colóquio sobre Literatura e Psicanálise dentro da Bienal do Livro do Ceará

A Bienal do Livro irá apresentar durante os dez dias de programação atrações literárias e artísticas, englobando palestras, mesas redondas, conferências, oficinas, contações de histórias, lançamentos de livros e outros eventos literários (Foto: Ares Soares)
A Bienal do Livro irá apresentar durante os dez dias de programação atrações literárias e artísticas, englobando palestras, mesas redondas, conferências, oficinas, contações de histórias, lançamentos de livros e outros eventos literários (Foto: Ares Soares)

O Programa de Pós-graduação em Psicologia da Unifor estará presente na XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará, que será realizada no Centro de Eventos do Ceará, de 16 a 25 de agosto de 2019.

Dentro da programação, acontece o "V Colóquio Literatura & Psicanálise - O estranho que nos habita", uma realização do Laboratório de Estudos sobre Psicanálise, Cultura e Subjetividade (LAEpCUS), vinculado ao PPGP/Unifor, da graduação em Psicologia e da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará.

O seminário, a ser realizado nos dias 17 e 18 de agosto (sábado e domingo), tem inscrição gratuita e aberta ao público, que pode ser confirmada pelo link no final da página. Aos participantes, será disponibilizado certificado.

Programação

Dia 17/08/2019 (sábado)

10h - Credenciamento / Inscrições    
10h15 - Abertura
10h30 – Intervenção artística

11h às 12h30 - Mesa: Espaços e afetos
José Batista de Lima - “A fala das cidades”
Mailson Furtado - “Sortimento, conto a conto e versos pingados: à cidade”
Mediação- Carlos Vazconcelos
Leitura Dramática

13h30 às 15h - Mesa: Histórias
Alessandra Silva Xavier - “O filho de mil homens - quando o amor repara as estranhezas da morte que desintegra”
Camila de Sousa Ricarte - “Letras tatuadas na alma: as vias da transmissão em Mia Couto”
Jerzui Mendes Torres Tomaz e Lincoln Braga Villas Boas - “Pertencimento e Exílio em ”O filho de mil homens”, de Valter Hugo Mãe”
Luciana Quixadá - Agualusa e Nweti: infância e imaginação como resistência”
Mediação - Dauana Vale
Leitura Dramática

15h às 16h30 - Mesa: A mulher e a cidade
Aila Sampaio - “A mulher má nos romances de Lúcio Cardoso”
Celeste Cordeiro - Isaías Caminha e sua fantasia de "ser um grande homem"
Juçara Rocha Soares Mapurunga - De cidade em cidade, as travessias, travessuras e cidadelas da menina má de Mario Vargas Llosa
Juliana Damasceno Pontes; Grace Troccoli Vitorino; Xênia Diógenes Benfatti - “Espíritos que Destilam Pensamentos Assassinos, Dessexuai-me”: considerações psicanalíticas sobre mulheres shakespearianas”
Mediação – Hugo Nogueira
Leitura Dramática 

16h30 às 18h - Mesa: Letra – da poesia ao canto
Adriana Osterno Aguiar - “A "paisagem-limite" em Hilda Hilst”
Clara Virgínia de Queiroz Pinheiro - “Experiência de si na aventura literária de Fernando Pessoa”
Hermínia Lima - A cidade cantada em versos
Osterne Nonato Maia Filho - “Do canto ao canto: poesia e psicanálise”
Mediação – Bruno Leal
Leitura dramática 

18h – Intervenção artística

18h15 às 19h30 - Mesa: Pedros e os afetos nas cidades
Ângela Pinheiro – “Os meninos da Rua Paulo de Ferenc Molnár”
Camila Holanda - “Afetos na rua”
Glória Diógenes - “Afetividades urbanas”
Mediação: Leônia Teixeira
Mesa organizada pelo Movimento Cada Vida Importa: a universidade na prevenção e enfrentamento da violência no Ceará (MCVI) e pela Rede Internacional Coletivo Amarrações – psicanálise & políticas com juventudes

Dia 18/08/2019 (domingo)

10h às 11h30 - Mesa: Contornos: engodos na pólis 
Ercília Maria Soares Souza - “Panfletos e afetos em uma obra de Máximo Gorki"
Fabiano Chagas Rabêlo e Karla Patricia Holanda Martins - “A arquitetura do Estranho na literatura fantástica”
Hercilia Correia Cordeiro - “Geografia de si: caminhar pelo desconhecido que ao mesmo tempo é familiar
Mediação: Thalita Castelo Branco Fontenele
Leitura dramática

11h30 às 13h - Mesa: O estranho. O Outro. A cidade.
Angela Teresa Nogueira de Vasconcelos - “O lugar do sujeito na cidade - sobre o livro-poema de Mailson Furtado"
Olga Damasceno Nogueira de Sousa - “O Texto que Retorna : Articulações "Zoo Story " de Edward Albee”. Encenado por Diego Landin .Texto : Mundo Cão Draduzido e Adaptado do original Zoo Story de Edward Albee  por Washington Hemmes . Captação e Edição de áudio de Zéis 
Raissa Dantas e Leônia Teixeira - “Lar, estranho lá: o exílio na terra de Salman Rushdie”
Sabrina Barros Ximenes - “O Eu na tetralogia de Elena Ferrante: a desmarginação e o estrangeiro”
Mediação: Marcio Acserald
Leitura dramática

14h às 15h30 - Mesa: O rio da minha terra deságua em meu coração
Lia Silveira - “O que arde por trás da sebe viva:  um ensaio sobre o estranho familiar em “A lavoura Arcaica” de Raduan Nassar"
Mauro Reis Albuquerque - “O trabalho da escritora, a escuta do analista: notas sobre Becos da Memória, de Conceição Evaristo”
Sabrina Serra Matos - Psicanálise e conflito: o sujeito, as leis e a sociedade em Lavoura Arcaica."
Mediação: Gabriela Reinaldo
Leitura dramática

15h30 às 17h - Mesa: A escrita
Alice Pereira Carneiro - “Humano: tecido de textos"
Leonardo Danziato - “Amor à língua”
Manoel Moacir R. Farias Jr. - Anos de formação: considerações sobre o fim da análise como uma forma de escrita de si
Mônica Portugal - “Não quero imagens, quero Palavras! Aceito a convocação de John Berger em "Modos de Ver".
Mediação: Mariana Maia
Leitura dramática

17h às 17h30 – Intervenção artística

17h30 às 19h - Mesa – Cidades, poesia e prosa
Socorro Acioli – “Inventário de segredos”
Totonho Laprovitera - “A cidade como extensão do corpo”
Mediação – Leônia Teixeira 

Sobre a Bienal

As cidades e os livros” é o grande tema da XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará, que será realizada em Fortaleza, de 16 a 25 de agosto de 2019, no Centro de Eventos do Ceará. O evento é uma iniciativa do Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura (Secult), em parceria com o Instituto Dragão do Mar e apoio do Ministério da Cidadania, através da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura. Neste ano, a Bienal estará sob a curadoria da escritora Ana Miranda e dos escritores e professores Inês Cardoso e Carlos Vasconcelos, com a coordenação de Goreth Albuquerque, também coordenadora da política de livro, leitura, literatura e bibliotecas da Secult.

Evento estruturante na política cultural do Estado, a Bienal do Livro irá apresentar durante os dez dias de programação atrações literárias e artísticas, englobando palestras, mesas redondas, conferências, oficinas, contações de histórias, lançamentos de livros e outros eventos literários, além de apresentações com artistas de reconhecimento local, nacional e internacional, combinando uma programação diversa e de acesso gratuito.

Serviço

V Colóquio Literatura & Psicanálise - O estranho que nos habita
Data: 17 e 18 de agosto de 2019 (sábado e domingo)
Horário: 10h às 19h
Local: Centro de Eventos do Ceará (Av. Washington Soares, 999)
Mais informações: 3477.3219
Inscrições pelo link abaixo