angle-left Alunos da Unifor são premiados em conferência promovida por Bill Clinton

Seg, 12 Novembro 2018 16:20

Alunos da Unifor são premiados em conferência promovida por Bill Clinton

O projeto “Mundo pelos Olhos” receberá financiamento e orientação do The Resolution Project


Os idealizadores do projeto Mundo pelos Olhos apresentaram o projeto na Universidade de Chicago, em Chicago, Illinois (Foto: Arquivo Pessoal)
Os idealizadores do projeto Mundo pelos Olhos apresentaram o projeto na Universidade de Chicago, em Chicago, Illinois (Foto: Arquivo Pessoal)

“O Mundo pelos Olhos”, iniciativa do curso de Cinema e Audiovisual da Unifor que busca capacitar jovens com deficiência auditiva na criação cinematográfica, foi um dos 12 projetos vencedores do Resolution Social Venture Challenge de 2018, durante a 11ª reunião anual da Clinton Global Initiative University (CGI U), na Universidade de Chicago, em Illinois. A competição é uma colaboração entre a CGI U, evento apresentado pelo ex-presidente norte-americano Bill Clinton e por sua filha Chelsea Clinton, e o The Resolution Project, uma organização sem fins lucrativos que incentiva novas gerações de líderes com compromisso vitalício de responsabilidade social.

Cerca de 1400 projetos foram selecionados para participar da CGI U e, desse número, mais de 140 equipes se inscreveram no Resolution Social Venture Challenge.

De 19 a 21 de outubro, os estudantes de Cinema da Unifor, David Facó e Miguel Weingartner, e Bianca Dantas, do curso de Publicidade e Propaganda, idealizadores e representantes do projeto “Mundo pelos Olhos” na conferência internacional, passaram por um intenso processo de seleção.

David Facó comenta: “nós passamos por três fases de seleção: uma appliance, em que a gente submeteu o projeto e o orçamento. Uma semifinal, em que apresentamos o projeto para um corpo de cinco jurados. Neste momento, o material gráfico e de vídeo que usamos no fórum, produzido por alunos do curso de Cinema, foi essencial. Aí avançamos para uma final, que era um pitching para o corpo de diretores da fellowship [bolsa de apoio financeiro], com 5 minutos de apresentação e 10 minutos de sabatina”.

A bolsa inclui financiamento, orientação e acesso a uma rede global de recursos para realizar projetos impactantes na sociedade. Um total de US $ 50.000 (dólares) foi concedido aos 12 projetos vencedores. Além de expandir o cinema para pessoas surdas, isso significa, segundo Bianca Dantas, reconhecimento e, principalmente, outras oportunidades de políticas para a comunidade. “Mais pessoas deveriam estar preocupadas com essa questão, de como a população surda e ouvinte são separadas no cotidiano, no mercado de trabalho, nas escolas. Esse reconhecimento pode viabilizar novas possibilidades de inclusão no Brasil”, opina a estudante.

“A nossa aprovação na CGI causou em mim uma enorme felicidade e expectativa, não só pela proporção que nosso projeto tomou, mas, principalmente, por poder trabalhar com jovens que possuem deficiência auditiva, levando até eles algo que é tão importante para nós, que é o cinema” - declara o estudante Miguel Weingartner.

O Mundo pelos Olhos

O projeto, desenvolvido no Laboratório de Mídias Digitais do Curso de Cinema da Unifor (Labomídia) e orientado pelo professor Marcelo Müller, conta com o empenho de mais 13 estudantes de audiovisual. Com o apoio de intérpretes do Programa de Apoio Psicopedagógico (PAP), eles estão ministrando oficinas gratuitas, para alunos surdos do Instituto Cearense de Educação de Surdos (ICES), nas diversas áreas do cinema, como direção, produção, roteiro, direção de arte e fotografia. Para registrar todo o processo, também estão produzindo um documentário, acompanhando a iniciativa e o aprendizado dos participantes. Após as aulas, os alunos poderão desenvolver o seu próprio curta-metragem, orientado para a sua própria comunidade, sem precisar de legendas ou janela de Libras (Língua Brasileira de Sinais).

O professor Marcelo Müller observa a inovação do projeto, especialmente no que se refere ao compromisso com experiência inclusivas. 

“O mundo pelos olhos mobiliza jovens preocupados com uma atitude diferente diante da vida. Eles criaram um projeto com uma forte ênfase no compromisso social, potencializando os diálogos de diversidade. É maravilhoso acompanhar o desenvolvimento e o processo de autonomia do projeto” - afirmou o professor.  A coordenadora do Curso de Cinema, Bete Jaguaribe, ratifica as palavras do professor Marcelo Muller, acentuando a urgência dos diálogos estéticos no mundo contemporâneo. “A sociedade contemporânea impõe uma série de dissensos. Nós acreditamos que os diálogos estéticos, gerados no âmbito de projetos como o Mundo pelos olhos, proporcionam uma convivência democrática, geradora de experiências transformadoras” - observa a professora Bete Jaguaribe.

Ficha Técnica do Projeto “Mundo pelos Olhos”

Curso de Cinema e Audiovisual
Coordenação do Curso: Bete Jaguaribe
Orientação do projeto Mundo pelos olhos: Marcelo Müller
Idealizadores: Bianca Dantas, David Facó e Miguel Weingartner 
Intérpretes do PAP: Márcio Lemos, Lana Carol, Ana Karla, Adriano Jesuíno e Sarah Maria
Equipes
Direção: Raiane Ferreira e Lucas Santiago
Roteiro: Bruno Paes, Aramir Bezerra, Daniel Sobral e Rodger Lucas
Fotografia: Vinícius Rodrigues e Alian Minerva
Produção: Bianca Dantas, David Facó e Miguel Weingartner
Direção de Arte: Gabriela Nogueira
Documentário: Lara Frota, Eduardo Brasil, Letícia Belo e Matheus Pinheiro