angle-left Centro de Ciências da Saúde da Unifor realiza primeira edição do INOVA-S

Centro de Ciências da Saúde da Unifor realiza primeira edição do INOVA-S

Evento acontece dia 1º de dezembro; objetivo é apresentar produtos inovadores desenvolvidos por alunos e professores durante o semestre


O evento tem como público-alvo estudantes do CCS e alunos do ensino médio com interesse na área. Foto: Ares Soares.
O evento tem como público-alvo estudantes do CCS e alunos do ensino médio com interesse na área. Foto: Ares Soares.

O Centro de Ciências da Saúde da Universidade de Fortaleza (Unifor) realiza, no dia 1º de dezembro, a primeira edição do INOVA-S, mostra de produtos inovadores acadêmicos e científicos produzidos por alunos e professores dos cursos de graduação do CCS, e também pelos alunos da Escola de Saúde da Pós-Unifor. O evento é organizado pelo NUPESQ/CCS, e acontece das 8h às 12h, na área verde do Bloco H. 

Direcionado para os estudantes de graduação do CCS, assim como professores do centro e alunos de ensino médio que têm interesse na área, o evento tem entrada gratuita e é aberto ao público.

Professora Lia Brasil, diretora do Centro de Ciências da Saúde da Unifor, fala sobre o INOVA-S: 

O que é o INOVA-S?
Lia Brasil: O INOVA-S consiste numa exposição de produtos Inovadores acadêmicos/científicos produzido pelos professores e alunos dos Cursos de Graduação do CCS e da Pós-Graduação da Escola de Saúde da Unifor, visando o incentivo e a valorização dessa produção de conhecimento por parte de docentes e discentes, visto que, saúde, ciência e tecnologia são requisitos para o desenvolvimento econômico e social de um país. 

Qual o objetivo do evento?
Lia Brasil: Apresentar produtos inovadores de cunho acadêmico e científico produzidos pelos cursos de Graduação do Centro de Ciências da Saúde e da Pós-Graduação da Escola de Saúde da Unifor; socializar essas experiências inovadoras; estimular o desenvolvimento de novos produtos; publicizar essas experiências inovadoras e despertar parcerias com empresas para o desenvolvimento dos produtos apresentados.

Como o evento vai funcionar?
Lia Brasil: Durante o evento serão apresentados os produtos inovadores produzidos pelos professores e alunos dos cursos de graduação do CCS (Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia e Psicologia, Estética e Cosmética) e produtos dos cursos da Pós-Graduação da Escola de Saúde da Unifor. 

Cada curso terá um stand onde esses produtos serão expostos e apresentados, simultaneamente, pelos seus idealizadores durante toda a duração do evento. O público que virá participar e prestigiar o INOVA-S poderá assistir as apresentações dos diversos produtos em cada stand. O público-alvo esperado serão os alunos e professores do Centro de Ciências da Saúde e demais Centros da Unifor que tenham interesse nos produtos desenvolvidos; escolas de nível médio, escolas técnicas e empresas interessadas em conhecer e desenvolver parcerias em busca de inovações que conquistem novos mercados.

Qual a importância do INOVA-S para os alunos?
O evento é de suma importância para os alunos, visto que, tem o potencial de incentivar e divulgar a produção do conhecimento inovador existente nesses cursos, despertando o interesse dos discentes no desenvolvimento científico e tecnológico incorporado na área da saúde que nos tempos de revolução tecnológica torna-se imprescindível. 

Serviço

INOVA-S 
Data: 1 de dezembro de 2018
Hora: das 8h às 12h
Local: Área Verde do Bloco H da Unifor

Conheça alguns dos produtos que serão apresentados:

O sistema Reavi foi desenvolvido pelos alunos do 6º semestre do curso de Fonoaudiologia da Unifor para auxiliar na aprendizagem e na reabilitação dos pacientes com queixas de tontura e desequilíbrios. De acordo com a professora do curso Renata Almeida, o aplicativo visa melhorar a experiência dos pacientes em suas jornadas de reabilitação. “O discente terá uma biblioteca de exercícios, com vídeos para estudar, resolver casos clínicos e preparar a terapia para o paciente. O mesmo, terá acesso pelo celular aos exercícios propostos”, explica.

A ideia do projeto surgiu do Módulo de Intervenção dos Transtornos Auditivos, um dos conteúdos de reabilitação vestibular. “Como os alunos sentiram certa dificuldade em acompanhar os pacientes e os próprios pacientes sentiram dificuldade de realizar esses exercícios em casa, sem a ajuda dos terapeutas, o sistema foi pensado. Nós gravamos os vídeos dos exercícios e os pacientes vão ter acesso e vão poder realizá-los da maneira correta”, comenta.

Uma grande preocupação para os alunos e professores do curso de Medicina Veterinária da Unifor é o abandono de gatos por pessoas externas dentro da Instituição. Diante de tal situação, o problema está sendo controlado por meio de uma ilha de alimentação para os presentes na Universidade. De acordo com a professora e coordenadora do curso, Marília Taumaturgo, é necessário fazer uma campanha educativa de conscientização para evitar o abandono e garantir que os animais que vivem na Unifor tenham boa qualidade de vida.

“Muitos desses animais são maltratados. Como veterinários a gente não olha só a saúde dos animais, olhamos também para a das pessoas, então, por conta disso percebemos que tínhamos que dar o primeiro passo em um projeto que fosse bom para os animais, para a instituição e para a comunidade”, comenta.

Apesar dos espaços de ilhas de gatos já existirem no país, o diferencial da Unifor é a preocupação em tornar esse espaço, um local de visita para os admiradores dos felinos. A professora relembra que alimentar os animais fora da ilha de alimentação prejudica o projeto e desestimula a adaptação dos gatos sobre o novo local. Para ela, as expectativas em relação ao evento são positivas. 

“Um dos nossos diferenciais é porque a ilha ficou um lugar agradável. Eu mesma gosto muito de ir pra lá, brinco com os animais ou para vacinar alguns que estão doentes. É um local que os animais ficam livres, vão para se alimentar e beber água, não necessariamente estarão nessa ilha o dia todo”, explica Marília.

A professora da disciplina de Terapia Capilar, do curso de Estética e Cosmética da Unifor, Fábia Azambuja, junto com a sua turma, escolheu apresentar no evento uma cartilha informativa sobre terapia capilar para tirar dúvidas acerca do tratamento das disfunções do couro cabeludo e haste capilar, bem como prevenção dessas disfunções e orientações com cuidados diários. 

“A ideia surgiu a partir da necessidade de aprimorar o conhecimento da população acerca das disfunções do couro cabeludo, assim como as verdades sobre o assunto, a fim de desmistificar o tema. Cartilha é uma coleção de folhas dispostas de maneira a contemplar figuras e textos, apresentada na forma impressa”, comenta a professora.

A professora acredita que o evento vai gerar visibilidade para a produção científica.  “Esperamos que o evento possa divulgar as diversas tecnologias que podem ser utilizadas como instrumento de ensino aprendizagem, assim como divulgar os cursos da área da saúde da Universidade. Assim como, será um momento de convivência e de conhecimento”,  revela. 

Sobre o CCS

O Centro de Ciências da Saúde da Unifor (CCS) contempla 12 cursos de Graduação voltados para área da Saúde. São eles: Educação Física, Enfermagem, Estética e Cosmética, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Psicologia e Terapia Ocupacional.

Processo Seletivo: novas oportunidades!

A Universidade de Fortaleza realiza o Processo Seletivo Continuado 2019.1. Nesta etapa serão utilizados três critérios para seleção: Prova, nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e Escore Unifor, aberto aos candidatos que participaram do Vestibular 2019.1, mas cuja pontuação não foi alta o suficiente para entrar no curso de sua escolha. As inscrições devem ser feitas através desse link.