angle-left IX Encontro Internacional de Direitos Culturais disponibiliza acesso aos trabalhos apresentados no evento

Qui, 22 Outubro 2020 16:56

IX Encontro Internacional de Direitos Culturais disponibiliza acesso aos trabalhos apresentados no evento

Em sua maior edição, evento online contou com 144 participantes e mais de mil ouvintes. Anais já estão disponíveis para consulta na internet.


Conteúdo apresentado no evento está disponível para visualização online. (Foto: Divulgação)
Conteúdo apresentado no evento está disponível para visualização online. (Foto: Divulgação)

Explorando o tema “Direitos Culturais: impactos da pandemia”, o anual Encontro Internacional de Direitos Culturais (EIDC) chegou à sua IX edição no início deste mês. A ocasião, que ocorreu virtualmente de 5 a 9 de outubro, contou com a participação de 71 palestrantes e 73 expositores de todas as cinco regiões do Brasil, bem como da Itália, México, Portugal, Argentina, Estados Unidos e Chile. Os anais das pesquisas participantes do evento já estão disponíveis para consulta online.

O EIDC é tradicionalmente organizado pelo Grupo de Estudos e Pesquisas em Direitos Culturais (GEPDC) do Programa de Pós-Graduação em Direito Constitucional (PPGD) da Universidade de Fortaleza, instituição de ensino da Fundação Edson Queiroz. Em 2020, além dos 144 inscritos mencionados anteriormente, que defenderam pesquisas voltadas à análise dos impactos da pandemia no campo cultural e de direitos culturais, o Encontro teve um total de 1.189 ouvintes interessados na temática. 

“A própria realização deste encontro foi um desafio a ser superado no contexto da pandemia”, afirma um dos organizadores, Allan Magalhães, que é bacharel e doutor em Direito pela Unifor e membro do GEPDC. De acordo com ele, realizar o Encontro por vias digitais foi a solução mais razoável diante do isolamento social. “O evento serviu para um aprimoramento da forma de organizar e executar encontros com a utilização de aparatos tecnológicos, que certamente não podem mais ser colocados em segundo plano, como o uso das plataformas digitais para transmissões online”, complementa.

Em relação aos números obtidos, o advogado e pesquisador destaca que “são significativos e apontam para a grandiosidade do evento”, mas ainda não se revelam finais, pois alguns conteúdos do EIDC permanecem sendo acessados no canal do GEPDC no Youtube, onde chegaram a atingir mais de duas mil visualizações. “Com isso, em termos de números, seja de palestrantes, de trabalhos apresentados, de inscritos como ouvintes ou de tempo de conteúdo produzido e disponibilizado nas redes sociais, indubitavelmente, o IX EIDC é o maior já realizado pelo GEPDC”, comemora Magalhães.

Os registros da programação do evento disponibilizados online podem ser assistidos aqui.  Caso queira acessar os trabalhos apresentados nos Simpósios Temáticos do IX Encontro Internacional de Direitos Culturais, clique aqui.