angle-left Conheça jovens que falam sobre profissões nas redes sociais

Qua, 7 Outubro 2020 18:11

Conheça jovens que falam sobre profissões nas redes sociais

Estudantes da Universidade de Fortaleza utilizam o aplicativo Instagram como ferramenta para a disseminação de conteúdos informativos


Laura Pinto, estudante de Medicina da Universidade de Fortaleza, usa seu perfil no Instagram para divulgar informações sobre a formação profissional (Foto: Arquivo pessoal)
Laura Pinto, estudante de Medicina da Universidade de Fortaleza, usa seu perfil no Instagram para divulgar informações sobre a formação profissional (Foto: Arquivo pessoal)

O uso das mídias digitais aliado ao desenvolvimento do marketing pessoal têm se intensificado no ambiente virtual, sobretudo, na vida dos jovens. Para além do entretenimento e de perfis pessoais, o Instagram é visto como uma das plataformas mais eficazes na divulgação de conteúdos informativos e alcança um grande número de pessoas. 

A troca de informações entre o usuário e seus seguidores proporciona uma experiência enriquecedora tanto para o disseminador do conteúdo, como para quem o acompanha.

A seguir, conheça jovens estudantes da Universidade de Fortaleza, instituição da Fundação Edson Queiroz, que desenvolvem conteúdos especiais para o meio digital sobre suas futuras profissões. 

Ana Bezerra e Beatriz Nunes, estudantes de Direito

Administrada por Ana Bezerra e Beatriz Nunes, a página @duodireito surgiu em novembro de 2019. 

Ana explica que a iniciativa foi motivada pelo desejo de ambas em compartilhar experiências da universidade e do estágio. “Dessa forma conseguimos ajudar outros estudantes. Tem sido um aprendizado maravilhoso, conseguimos nos conectar com muitas pessoas diferentes e compartilhar nossas histórias juntas. Sem o instagram, isso não seria possível”, afirma. 

No perfil, as estudantes do curso de Direito da Unifor publicam dicas de estudos e métodos para facilitar a rotina. “Fazemos resenhas de livros da área do Direito e cursos dos quais somos alunas. Mas não nos limitamos a esse nicho, nós também compartilhamos experiências de estágios, provas e nossa rotina diária”, comenta Ana. 

Laura Pinto, estudante de Medicina

Utilizando seu perfil pessoal no Instagram para falar sobre Medicina, Laura Pinto (@laurapintoo) explica como decidiu investir na produção de conteúdo. “A ideia em desenvolver o perfil surgiu quando uma médica cirurgiã plástica criou um projeto chamado PadrinhoMed, incentivando os estudantes de medicina a começarem a criar conteúdo digital em parceria com um médico. Essa iniciativa me inspirou a começar a criar o meu próprio conteúdo. Já estou no oitavo semestre, e usar as redes sociais é uma forma de se mostrar presente no meio”, explica ela.

Em seu perfil, Laura aborda assuntos relacionados ao cotidiano do curso de Medicina da Unifor. “Falo sobre como facilitar o dia a dia na graduação, com dicas de organização, planejamento e aplicativos. Compartilho também a minha rotina pessoal, aulas práticas. Costumo interagir com o público por meio da caixa de pergunta nos stories, utilizando enquetes ou pelo próprio direct. Nas legendas das fotos também sempre coloco uma pergunta que vai incentivar os meus seguidores a interagirem comigo nos comentários”, enfatiza a aluna.

Laura ressalta a importância de criar conteúdos informativos para o Instagram. “É importante não banalizar o conteúdo no Instagram, deixar de ser algo que você só olha o feed e não absorve nada de produtivo para algo que vá te acrescentar. Me motiva continuar criando conteúdo que vá acrescentar a quem está olhando e que de alguma forma vai ajudar os futuros estudantes de medicina. Há também a questão do próprio reconhecimento, pois hoje em dia o Instagram é uma forma de autopromoção e a melhor propaganda para um médico ou futuro médico é o ‘boca a boca’, ou seja, a indicação. Acho que o Instagram ajuda nisso”, destaca. 

Marina Holanda, estudante de Psicologia

Para Marina Holanda, a iniciativa é um projeto que estava no papel. “Sempre me interessei pelas redes sociais, acredito que elas contribuem para disseminar determinadas informações que talvez no meio físico não pudessem chegar. Após a criação do meu perfil, consegui ter um network com pessoas de outras cidades”, comenta ela.

Aluna do curso Psicologia da Unifor, Marina administra o perfil (@psimarinah_), no qual aborda assuntos como psicanálise, saúde mental das crianças e das mulheres. “Costumo falar também sobre acompanhamento terapêutico, esclarecer dúvidas sobre o que é o acompanhante. Falo um pouco sobre a minha própria experiência como acompanhante terapêutico, faço estágio em acompanhante há quase quatro anos. Trago a oportunidade de trocar informações e podermos nos ajudar”’, ressalta. 

Para interagir com o público, Marina sugere a colaboração dos seus seguidores. “A cada tema, antes de eu escrever ou falar sobre, costumo disponibilizar a caixa de perguntas nos stories pedindo a interação dos seguidores, para que eu possa criar um texto de reflexão sobre aquele assunto, com referências e experiência pessoal de alguém que tenha compartilhado na caixinha. Ademais, faço posts sobre minha rotina ou alguma atividade que criei de forma lúdica para fazer”, comenta. 

Marina destaca que investir nessa iniciativa é motivador ao receber o retorno dos seguidores. “Eles podem falar se estão gostando ou dizer que o meu texto teve a ver com o que procuram, além de conversar sobre algumas questões. Por meio desse perfil, eu consegui um caso como acompanhante terapêutico, então, essa troca de conhecimento tem dado retorno. Quando conhecemos novas pessoas e culturas, a gente se liberta muito daquilo que acreditamos”, enfatiza.

Duda Sales, estudante de Nutrição 

Aluna do curso de Nutrição da Universidade de Fortaleza, Duda Sales administra o Instagram (@dudaalvesnutri). 

“Sempre gostei da área de marketing e mídias sociais, então eu já tinha vontade de desenvolver um perfil antes mesmo de iniciar o curso de Nutrição”, declara ela.

Entre as diversas áreas de atuação presentes no curso de Nutrição, Duda destaca o seu interesse em alimentação coletiva e nutrição materna infantil. “São as áreas que mais me identifico e pretendo seguir no futuro. No meu Instagram abordo essas duas áreas, publico posts informativos, dicas, treinos, receitas, minha alimentação diária, dicas de cuidados com a pele e mostro alguns aplicativos que tenho usado para editar fotos”, completa.

Duda fala ainda sobre a importância da comunicação com o público: “além de dúvidas que os meus seguidores me enviam por direct, tento mostrar nos stories o meu estilo de vida, faço enquete e disponibilizo a caixa de pergunta. Gosto do que faço, é muito bom receber o feedback do pessoal, tenho seguidores alunos de nutrição, e como falo sobre a área de nutrição materna, tenho muitas seguidoras que já são mães”, finaliza.