Engenharia Elétrica Bacharelado | Universidade de Fortaleza

A imagem mostra uma mulher trabalhando em um equipamento da área.

Esse curso é para quem quer…

… a melhor formação em Engenharia Elétrica de Fortaleza; e trabalhar com a geração, distribuição, tratamento e armazenamento da energia elétrica.

e planeja...

… se qualificar para atuar com automação industrial e predial, sistemas de medição e controle elétrico e eletrônico, manutenção elétrica industrial e estar apto a assumir funções em diversos tipos de empresa que usam a energia nos seus processos de trabalho.

Período
Manhã

Duração
5 anos

Vaga
50

Informações para contato

Coordenação: Prof. Bruno Ricardo de Almeida

  • E-mail de contato: eletrica@unifor.br
  • Fone de contato: (85) 3477.3047
  • Endereço de contato: Bloco J | Sala 1

Por que cursar Engenharia Elétrica na Unifor?

Na Unifor, você é qualificado para entender as constantes mudanças tecnológicas do setor de engenharia elétrica, ao se tornar tecnicamente capaz, empreendedor e com visão social crítica e criadora. Criado em 1973, o curso fornece conhecimentos básicos e gerais nas áreas de ciências exatas e tecnologia, como cálculo, química, física e informática. As experiências práticas são vivenciadas pelo aluno nos diversos laboratórios do curso, em visitas técnicas e também em atividades de estágio no mercado de trabalho.

Aqui, você é habilitado a desempenhar atividades de estudo, pesquisa, planejamento, projeto, especificação, fiscalização, supervisão, operação, manutenção e execução de sistemas de geração, transmissão, distribuição e utilização de energia elétrica. Como profissional formado na Unifor, vai poder trabalhar com automação industrial e predial, sistemas de medição e controle elétrico e eletrônico e manutenção elétrica industrial, entre outras áreas.

Através de cursos de extensão ministrados por professores e alunos da graduação em Engenharia Elétrica, você vai poder se integrar a um trabalho de disseminação direta de conhecimentos de ensino e pesquisa junto à comunidade, na formação de técnicos em diversos tópicos da área, como eletricidade residencial e manutenção elétrica.

O curso de Engenharia Elétrica da Unifor possui Nota 4 (o índice máximo é de 5) em Conceito de Curso (CC). O Conceito de Curso é a nota final de qualidade dada pelo Ministério da Educação (MEC) aos cursos de graduação das instituições de ensino superior no Brasil. O Conceito de Curso é obtido a partir da avaliação in loco, por análise de três dimensões na oferta do curso: organização didático-pedagógica, corpo docente e tutorial e infraestrutura.

Na Unifor, você aprende a lidar com a energia elétrica desde suas formas mais amplas até o seu uso nas residências, indústrias, em áreas como controle e automação de processos, telecomunicações, medicina e informática. Assim, é preparado para um mercado amplo e promissor, por incluir todas as empresas que fazem uso da energia nos seus processos de trabalho. Pode atuar em empresas de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica ou no ramo de telecomunicações, construção civil, automação, informática, entre outras.

O futuro engenheiro eletricista graduado na Unifor vai poder trabalhar não apenas em instituições privadas, mas também em órgãos governamentais, como agências reguladoras, secretarias, ministérios e autarquias em geral. As novas vagas no mercado têm surgido principalmente na área de geração de energia, sobretudo devido à privatização das empresas geradoras e fornecedoras de energia elétrica e de telecomunicações e ao plano de expansão da capacidade de geração de energia do país

Como aluno de Engenharia Elétrica, você tem à disposição mais de 20 laboratórios com foco na aplicação do conhecimento acadêmico no mercado de trabalho. Entre eles, estão os de circuitos elétricos, instalações prediais e máquinas elétricas, equipamentos elétricos, eletrotécnica e luminotécnica, eletrônica analógica, industrial, sistemas digitais, eletromagnetismo, controladores lógicos programados (CLP) e informática, além de interagir com outros laboratórios da Universidade em disciplinas específicas.

Além das oportunidades no mercado de trabalho, a Unifor estimula você a enveredar pela pesquisa acadêmica. Desde os primeiros semestres, o aluno é incentivado a elaborar trabalhos de iniciação científica, projetos multidisciplinares, atuar na monitoria e participar de projetos de desenvolvimento e inovação em parceria com a indústria. Como complemento à formação, você tem a oportunidade de fazer cursos de extensão, visitas técnicas, seminários, estágios e outras atividades que enriquecem o currículo. O curso tem conceito dois na avaliação do MEC (2011) e recebeu 3 das 5 estrelas no Guia do Estudante 2017.

Reconhecida como uma das melhores do mundo pelos maiores rankings internacionais (Times Higher Education / QS World University Rankings) e a melhor do Norte e Nordeste em um dos mais prestigiados rankings nacionais (RUF) entre instituições de ensino superior particulares, a Universidade de Fortaleza oferece a seus alunos uma experiência completa que vai muito além da sala de aula.

 

Atividades de ensino-aprendizagem nos cursos de graduação da Unifor

Desde 17 de agosto de 2020, os cursos de graduação obedecem um plano que inclui, de acordo com as características de cada curso e disciplina, atividades presenciais e virtuais, obedecendo normas rigorosas de biossegurança e as determinações das autoridades governamentais.

CONFIRA OS TERMOS GERAIS E AS CONDIÇÕES DE CADA CENTRO DE CIÊNCIAS

 

Sistema de avaliação da aprendizagem

O sistema de avaliação da aprendizagem discente dos cursos de graduação, na modalidade presencial, da Universidade de Fortaleza, visa aferir o desenvolvimento de competências (conhecimentos, habilidades e atitudes) previstas para o perfil do egresso descrito no Projeto Pedagógico do Curso - PPC.

Na Unifor, a Resolução CEPE Nº 45, de 11 dezembro de 2017, estabelece normas referentes ao Trabalho de Conclusão de Curso, na área de graduação e disciplina critérios de avaliação, revogando normativo anterior (Resolução CEPE Nº 16/2008). 

Trabalho de Conclusão de Curso é aquele que, elaborado sob o acompanhamento de professor orientador, de acordo com as Diretrizes Curriculares Nacionais – DCN de cada curso, compreende pelo menos uma das seguintes modalidades:

  • Monografia, decorrente de temas e/ou experiências das disciplinas do Curso;
  • Ensaio, artigo científico, relacionado ao campo de saber específico do Curso; 
  • Projeto técnico, protótipo, peça ou produto, baseado nos projetos de ensino do Curso acompanhando de relatório acadêmico.

Os Conselhos de Centro junto aos cursos definem e elaboram manuais instrucionais sobre a modalidade, orientação, o acompanhamento e a avaliação do TCC, considerando os critérios de aprovação de frequência variando entre 75% (setenta e cinco por cento) a 90% (noventa por cento), bem como de rendimento acadêmico com registro de nota final única de AV3 a qual não pode ser inferior a 6,0 (seis vírgula zero), podendo ser estabelecido valor a maior.

Na Universidade de Fortaleza, a Resolução CEPE Nº 20, de 04 de maio de 2017 define e normatiza o Estágio nos cursos de graduação e disciplina critérios de aprovação.

Estágio é definido no normativo como um processo de formação interdisciplinar, no qual se articulam teoria e prática, tendo como base o princípio da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão, visando à capacitação do aluno para o exercício profissional.

Desse modo, o Estágio compreende as seguintes modalidades:

  • Obrigatório, considerado o estágio constante como componente da matriz curricular de cada Curso e cuja carga horária é requisito para aprovação e obtenção de diploma.
  • Não obrigatório, referente a realização de atividades práticas extracurriculares e desenvolvido como atividade opcional, acrescida à carga horária regular e obrigatória”.

Os critérios de aprovação nos estágios obrigatórios são frequência e rendimento acadêmico. Os Centros determinam um percentual de frequência para aprovação variando entre 75% (setenta e cinco por cento) a 90% (noventa por cento), bem como uma nota final única de AV3, a qual não pode ser inferior a 6,0 (seis vírgula zero), podendo ser estabelecido valor a maior.

A Resolução CEPE Nº 45, de 11 dezembro de 2017, também estabelece normas referentes ao Componente Curricular Especial (CCE), aquele que previsto no Projeto Pedagógico de Curso (PPC) e descrito no respectivo Projeto de Ensino, apresenta pelo menos um dos seguintes critérios:

  • Oferta diferenciada quanto a sua duração reduzida, sendo menor que um semestre letivo regido pelo calendário acadêmico;
  • Natureza do trabalho docente vinculado ao componente curricular caracterizado por acompanhamento processual de supervisão, tutoria, mentoria e/ou preceptoria;
  • Formação de competências integradas ao desenvolvimento de projeto, programa e/ou produto, exceto TCC.

Os Conselhos de Centro definem a avaliação do CCE, considerando os critérios de aprovação de frequência variando entre 75% (setenta e cinco por cento) a 90% (noventa por cento), bem como de rendimento acadêmico com registro de nota final única de AV3 a qual não pode ser inferior a 6,0 (seis vírgula zero), podendo ser estabelecido valor a maior.

Para consulta dos atos regulatórios dos cursos de graduação da Universidade de Fortaleza, acesse a página do Diário Oficial da União (DOU).

Para consulta da resolução do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) da Universidade de Fortaleza referente ao curso de Medicina Veterinária, clique aqui. Para o curso de Computação em Nuvem, clique aqui.

Disciplinas Obrigatórias

Semestre 1

Semestre 2

Semestre 3