angle-left Alunos da Unifor e UFC participam de mutirão para prevenir comunidade contra o câncer de cabeça e pescoço

Alunos da Unifor e UFC participam de mutirão para prevenir comunidade contra o câncer de cabeça e pescoço

A ação contará com a presença dos alunos da Unifor, assim como dos a equipe do Serviço de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital Universitário (Foto: Divulgação)
A ação contará com a presença dos alunos da Unifor, assim como dos a equipe do Serviço de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital Universitário (Foto: Divulgação)

Em comemoração ao Dia Mundial de Conscientização e Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço, celebrado no dia 27 de julho, o Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), da Universidade Federal do Ceará (UFC), realizará um mutirão de atendimento na próxima segunda-feira (23), de 8h às 11h, no espaço das Mangueiras, no estacionamento da Faculdade de Medicina da UFC.

A ação contará com a presença dos alunos da Liga de Disfagia da Unifor, composta por alunos do curso de Fonoaudiologia, Nutrição e Odontologia, assim como dos a equipe do Serviço de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital Universitário – formada por professores, médicos assistentes e residentes, que irão oferecer atendimentos de triagem a fim de diagnosticar precocemente o câncer de cabeça e pescoço, além de distribuir panfletos e tirar dúvidas para conscientização da doença. As ações têm como público-alvo a comunidade do campus do Porangabuçu, os moradores do entorno e pessoas que apresentem sintomas da doença.

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP), os principais sinais que devem ser observados são lesões na cavidade oral ou nos lábios que não cicatrizam por mais de 15 dias; manchas/placas vermelhas ou esbranquiçadas na língua, nas gengivas, no palato (céu da boca) e na mucosa jugal (bochecha); nódulos (caroços) no pescoço; e rouquidão persistente. Nos casos mais avançados, observam-se dificuldade na mastigação, deglutição e fala e sensação de que há algo preso na garganta.

De acordo com levantamento do Instituto do Câncer (INCA), o câncer de boca, laringe e demais regiões é hoje o segundo mais frequente entre os homens, atrás somente do câncer de próstata. Nas mulheres, prepondera o câncer da tireoide, sendo o quinto mais comum entre elas.

O problema também atinge fumantes e pessoas que fazem uso frequente de bebidas alcoólicas. Porém é cada vez mais frequente o diagnóstico da doença em indivíduos jovens (com menos de 45 anos), sem a exposição a esses fatores, com tumores originados por infecção pelo papilomavírus (HPV) detectada na boca.

Serviço

Dia Mundial de Conscientização e Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço
Data: 23 de julho de 2018 (segunda-feira)
Horário: 8h às 11h
Local: Faculdade de Medicina da UFC (Rua Alexandre Baraúna, 949, Rodolfo Teófilo)